voltar

ACUPUNTURA E SHIATSU NA MEDICINA DO TRABALHO

Publicado em 24/11/2009

Acupuntura e Shiatsu na medicina do trabalho

Dores na coluna, enxaqueca, Lesão por Esforço Repetitivo, insônia e estresse são problemas comuns para muitos trabalhadores. Para aliviar esses sintomas, a Gerência de Práticas Integrativas da Secretaria de Saúde e Defesa Civil oferece cursos de medicina alternativa, que abordam acupuntura e shiatsu. A terapia japonesa ajuda a reeducar o corpo e a mente utilizando a pressão dos dedos, polegares, cotovelos, joelhos e pés. O resultado final é saúde. A técnica oriental equilibra a energia perdida, proporciona bem-estar e melhora a circulação e respiração do massageado.

- No Ocidente, o shiatsu é chamado erradamente de massagem que, ao contrário da técnica japonesa, tem fins estéticos e prazerosos. O shiatsu é terapêutico e melhora a condição de saúde do paciente. O objetivo da terapia é regular todo o organismo. A técnica utiliza os mesmos pontos da acupuntura, mas não usa agulhas. Os benefícios do shiatsu são enormes, mas o carro-chefe da terapia são os problemas na coluna. É indicado também contra o estresse, que desencadeia tensões e contrações na região cervical e lombar. O resultado é muito bom – explica o responsável pelo setor de Acupuntura e Terapias Afins da Gerência de Práticas Integrativas, Ricardo Maki.

O shiatsu, que fortalece o funcionamento dos órgãos e estimula as resistências naturais do organismo, é contraindicado quando usado para curar doenças sem auxílio de medicamentos recomendados por médicos. A terapia é uma ferramenta da medicina preventiva e não pode ser realizada de forma isolada. A técnica oriental não é recomendada para tratar de doenças contagiosas, infecções, fraturas ou varizes. Grávidas também devem ter cuidados especiais nos dois primeiros e últimos meses da gestação, pois os toques podem até causar abortos.

- Todas as técnicas que tratam da saúde, principalmente das escolas orientais, têm como princípio fundamental a prevenção e não a cura. O shiatsu é eficaz em muitos tratamentos, porque existe contato do paciente com o terapeuta e o toque afetivo. Hoje em dia, os profissionais da saúde não costumam fazer esse tipo de contato. O shiatsu-terapeuta procura sempre entender o porquê da dor, já que muitas vezes as tensões são causadas por problemas emocionais – afirma o fisioterapeuta, Ricardo Maki.

O tratamento com a técnica oriental precisa ser realizado em sessões próximas uma das outras até que o paciente saia do quadro de dor. Depois, é recomendado fazer a prevenção pelo menos uma vez por mês. Cada sessão de shiatsu custa em média R$ 70 e dura cerca de 40 minutos. 


Fonte: Secretaria de Comunicação Social do Estado do Rio e Blog Carioca

Parceiros


Instituto Flor de Lótus - Centro de Estudo em Saúde
Alameda Barão de Nova Friburgo, 255
Olaria, Nova Friburgo/RJ. CEP: 28623-060
WhatsApp: (22) 99856-4897
(22) 2523-8863 / (22) 2521-0673 - contato@institutoflordelotus.com.br